quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Silêncio


Este silêncio que me rodeia mata-me ....


Não falo de silêncio silêncio, existe barulho á minha volta que eu não oiço..


O meu cérebro não permite ...


A minha alma está negra.....sem brilho..


Sinto-me cansada, e triste no entanto a única coisa que ainda me apetece é o silêncio ...


Contraditório mas verdadeiro....

14 comentários:

Attitude Problem disse...

Será que esse silêncio te ajudará na mudança?!
Ou precisarás de um outro alguém que pertube tudo o que é garantido na tua vida, que te faça vibrar com o ruído desse silêncio?!

Beijos.

Bruxinha disse...

attitude ...

Tenho a certeza que não, que este silêncio não me ajuda em nada...aliás preciso de alguem que consiga quebrar este meu silêncio, contudo, para isso preciso abrir o meu coração .. em todos os sentidos ... espero que seja uma fase passageira...

Jokinhas

Pearl disse...

Será uma fase passageira, mas por agora não é necessario produzires sorrisos se não te apetece...aliás esse silencio que falas é tão normal dado os ultimos acontecimentos!
Permite-te esse "luto" com o passar dos dias vai melhorar!

beijinho

sonhos disse...

Linda

O silencio, não é disso que precisas, mas tmb faz parte do teu crescimento, da tua evolução, são aprendizagens constantes dolorosas.

Vive cada dia como se fosse unico

Beijinho doce

Renato Oliveira disse...

O silêncio só ajuda quando é de oiro, o que não é o caso.

Todavia ele necessita dar um grito e extravasar para poder dar eco aos nossos sentimentos.

Seja muito feliz

Beijinho

Renato

Bruxinha disse...

Pearl

Sim, sorrir é coisa que não me apetece mesmo nada !! , aliás sinto tanta falta do meu sorriso..

Jokinhas

Bruxinha disse...

Sonhos

Tenho vivido um dia de cada vez.. e vou tentanto caminhar com algum alento...

Bjos

Bruxinha disse...

Renato

Um dia talvez dê o grito..

Quem sabe

Bjos

Paradoxos disse...

Gostei do teu poema, um grito, uma passagem, um querer não ficar, um tudo que és tu!! Os Silêncios que nele habitam também moram em mim! Gostei!

Quanto ao resto, considera como restos que o tempo irá arrastar pra o passado!

Beijão poematográfico em ti amiga

Bruxinha disse...

Paradoxos


Espero ansiosamente que tudo se transforme em passado, e que possa viver pelo menos o presente...

Beijokas carinhosas

Oneiros disse...

Grita rapariga..
Solta o que te vai na alma.
És mais forte que o mundo.

Franzé Oliveira disse...

O silêncio fala
Escute...

O silêncio ensina
Aprende...

O silêncio acalma
Relaxe...

O silêncio é música
Escute...

Anónimo disse...

O silêncio fala
Escute...

O silêncio ensina
Aprende...

O silêncio acalma
Relaxe...

O silêncio é música
Dance...

Franzé Oliveira disse...

Eu corrigi o fim do poema, viu. Bjos.